30 de Abril de 2015 • 6:20 pm

Cotidiano

Dia do Trabalhador: Jornalistas fazem protesto contra os patrões alagoanos

Em campanha salarial, a categoria protesta contra a proposta de reajuste zero feita pelas empresas

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Jornalistas conduzem faixas e cartazes denunciando a intransigência patronal e os políticos proprietários de empresas. (Crédito: SindJornal)

Jornalistas conduzem faixas e cartazes denunciando a intransigência patronal e os políticos proprietários de empresas. (Crédito: SindJornal)

Em campanha salarial por melhores salários, os jornalistas alagoanos marcam presença na manifestação do dia 1º de maio, em protesto contra a intransigência patronal. O Sindicato da categoria convocou todos os associados para uma passeata no Dia do Trabalhador, para denunciar à sociedade o descaso das empresas com a data base e os salários dos profissionais da comunicação.

Segundo o Sindicato, as empresas estão se recusando a negociar e por isso já declararam zero por cento de reajuste. Desta maneira o Sindjornal continuará protestando em defesa da classe.

Na orla, eles conduzem faixas e cartazes denunciando a intransigência patronal e os políticos proprietários de cada empresa que estão fechando as portas para a negociação.

 A ideia do Sindjornal é mobilizar ao máximo os associados da entidade para que haja participação ampla da categoria, não só nos atos públicos, mas também nas reuniões com a categoria.

3 Comentários

  1. Sena disse:

    Pagar o maior salário do país (R$ 2.833,93) não é nada fácil. Principalmente em um Estado falido como o nosso.

  2. Iremar Marinho disse:

    É fácil. As empresas se resumem praticamente a OAM, Pajuçara e TV Alagoas. Se estão intransigentes, a história ensina o caminho: é só dar uma paradinha, que elas chegam junto.

  3. Paulo disse:

    Os jornalistas estão pedindo reajuste salarial, mas será se os sites pagam salários? Será que o eassim está cumprindo o que manda a legislação trabalhista?

Deixe o seu comentário