11 de agosto de 2016 • 12:04 pm

Bleine Oliveira » Blogs

Jovem de classe média é preso por tráfico enquanto filho de agricultor se forma em Medicina

Aos 22 anos, o Lucas de Almeida Godoy, de 22 anos, foi preso, nesta quarta-feira, no condomínio onde mora, no bairro da Serraria, em Maceió, por tráfico de drogas. Segundo…

Por: Bleine Oliveira
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Aos 22 anos, o Lucas de Almeida Godoy, de 22 anos, foi preso, nesta quarta-feira, no condomínio onde mora, no bairro da Serraria, em Maceió, por tráfico de drogas.

Segundo o delegado de Repressão ao Narcotráfico, Gustavo Henrique, o rapaz foi detido em flagrante ao pegar, na portaria do condomínio, uma encomenda recebida via Sedex, com seis tabletes de haxixe. Lucas confessou que a droga era dele.

A operação foi executada pela DRN, e Tigre (Tático Integrado de Resgates Especiais) e militares dos Batalhões de Operações Especiais (Bope) e de Rádio Patrulha (BPRp).

Daqui fiquei pensando na família desse rapaz, especialmente em seus pais. Quanta dor e vergonha!

Querido leitor, o objetivo dessa postagem é nos fazer pensar.

Você conhece o jovem Luciano Carlos? Creio que não. Então vou apresenta-lo.

Piauiense, filho de agricultores, Luciano acaba de se formar em Medicina. Um curso que exige estudo, esforço e total dedicação.

O mais novo médico sempre estudou em escola pública e, atenção para o detalhe, na zona rural. Ele ia pra escola à noite, e de bicicleta.

“Minha vida nunca foi fácil, mas pais me ensinaram a não desistir, e depois de tudo que eu consegui, pra mim nada é impossível, quem quer consegue”, disse Luciano.

Fiquei pensando em seus pais. Quanto orgulho e alegria!

As duas situações nos levam a pensar sobre qual o caminho certo para educar filhos. Os pais de boas condições financeiras têm mais chances de acertar? Ou os mais pobres, como os agricultores pais do Dr. Luciano?

Certamente não há uma resposta exata. Mas é possível perceber que, quanto mais facilidades e conforto os pais garantem, menos chances têm de acertar.

Momentos difíceis vive a sociedade hoje!

Deixe o seu comentário