27 de agosto de 2015 • 1:32 am

Maceió

Juca Kfouri ataca a CBF e diz que futebol brasileiro é antiquado e falido

Juca abriu congresso dos cronistas e disse que as pessoas que gastaram R$ 4 bilhões no PAM são mesmas que estão organizando as Olimpíadas.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Juca: futebol falido.

Juca: futebol falido.

O jornalista Juca Kfouri foi o conferencista da abertura do congresso nacional dos cronistas esportivos da Abrace, realizado pela Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas (ACDA), no centro de convenções de Maceió.

Juca disse que o futebol brasileiro está falido, antiquado e se tornou uma verdadeira capitania hereditária. Segundo ele a CBF deveria ser um patrimônio cultural do povo brasileiro e só não é por que se tornaria fiscalizada pela Ministério Público e isso a cartolagem da entidade não quer.

Disse que o atual presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, não sai do País para lugar nenhum, nem para representar o futebol brasileiro, por que se sair corre sério risco de ser preso, como foi José Maria Marin, o ex-presidente, preso por conta do escândalo das propinas da Fifa.

Para ele, é fundamental que a imprensa esportiva cumpra o seu real papel de investigar a corrupção no futebol e no demais esportes. Lembrou que nos jogos panamericanos realizados no Brasil havia a promessa de um legado que seria despoluir a baía da Guanabara, construir um metrô do Galeão até a Vila Olimpica, entre outras promessas que custaram R$ 4 bilhões e nada foi feito.

O pior, segundo afirmou, é que as pessoas que estão organizando as Olimpíadas de 2016 no País são as mesmas que realizaram o PAM. Juca Kfouri falou para uma atenta plateia formada por cronistas de todo o país, jornalistas e estudantes de comuniação. O auditório ficou lotado na abertura do 41 Congresso Nacional da Abrace.

Ministro – George Hilton,Ministros dos Esportes, convidado especial do congresso, prestigiou a solenidade e destacou os esforços que o governo brasileiro vem fazendo para implantar um novo sistema operacional no futebol brasileiro, a partir de uma discussão via Congresso Nacional. Além dele estiveram compondo a mesa de abertura o presidente da Abrace, Aderson Maia, o presidente da ACDA, Jorge Lins, a Secretária Estadual de Esportes e Juventude, Cláudia Petuba, e o Secretário de Comunicação, Ênio Lins, que esteve representando o governador Renan Filho. Já o prefeito de Maceió ignorou por completo o congresso nacional dos cronistas.

Ministro George Hilton prestigiou o congresso.

Ministro George Hilton prestigiou o congresso.

O congresso continua nesta quinta quinta-feira e segue até o próximo sábado. Na sexta-feira, terá a participação do Ministro da Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo, que falará sobre a contribuição da tecnologia para o esporte nacional.

Deixe o seu comentário