17 de novembro de 2016 • 6:07 pm

Brasil

Jucá, o homem bomba de Temer no Senado, é novamente nomeado líder do governo

Romero Jucá é investigado em dois inquéritos da Lava Jato

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Por decisão de Michel Teme, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), mais uma vez, teve confirmada sua indicação para a liderança do governo Temer no Senado, como registra a edição do Diário Oficial da União desta quinta-feira (17), embora seja um dos políticos mais denunciados por falcatruas e, inclusive, envolvido na opeeração Lava Jato. Jucá perdeu um cargo de ministro em função dessa situação.

Presidente nacional do PMDB, justamente em substituição ao presidente Michel Temer, Jucá é considerado um dos mais hábeis políticos do atual Congresso, conhecido pelo conhecimento dos regimentos internos das duas Casas do Parlamento e da desenvoltura com que participa, ano a ano, das discussões sobre o Orçamento da União. Mas, se é respeitado pelo desempenho como parlamentar, o peemedebista é um fonte de preocupação para o Planalto e coleciona complicações na Justiça.

Investigado em dois inquéritos da Operação Lava Jato, Jucá ficou no centro dos holofotes com a divulgação, em maio deste ano, de áudios gravados com autorização judicial e executados pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado – as conversas, que envolveram outros investigados do petrolão, como o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o ex-presidente da República José Sarney, provocaram a exoneração de Jucá do Ministério do Planejamento 12 dias depois de sua posse na pasta. As gravações foram noticiadas em uma série de reportagens do jornal Folha de S.Paulo.

Deixe o seu comentário