29 de Março de 2016 • 10:42 pm

Saúde

Justiça determina transferência de criança de 3 anos para tratamento renal

Estado tem dois dias para transferir paciente para um centro especializado em nefropediatria. Ele está internado desde janeiro, no HGE.

Por: Dinho Lopes
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Internado no Hospital Geral do Estado (HGE) desde o dia 25 de janeiro, após um diagnóstico de insuficiência renal, o pequeno Gabriel Martins da Silva, de 3 anos de idade, foi beneficiado, hoje, com uma decisão da 28ª Vara da Infância e da Juventude, que manda o Estado promover a transferência do paciente para um hospital onde possa realizar o tratamento nefropediátrico adequado.

HGE: obrigado a receber criança

HGE: obrigado a receber criança

A decisão veio em resposta a uma ação ajuizada pela Defensoria Pública Estadual, acionada pela família do garoto. O seu cumprimento deve ocorrer no prazo máximo de dois dias.

Desde que foi internado, em janeiro, o menino vem sendo submetido a diálise, no HGE, para a eliminação de altas escórias nitrogenadas, tóxicas ao organismo. De acordo com o relatório encaminhado pela coordenação da UTI Pediátrica do hospital, esse procedimento é realizado a cada três horas, mas não foi realizada a biopsia para esclarecimento do diagnóstico porque o HGE não dispõe das condições técnicas adequadas para isso. 

Ainda segundo a pediatria do HGE, a necessidade de transferência do menino é urgente, devido à necessidade de tratamento adequado e ao risco do paciente contrair infecção hospitalar grave.

Para a mãe do garoto, Cícera Martins de Freitas Ferreira, a situação é angustiante. “A cada dia que passa vejo o meu filho mais magrinho, mais fraquinho e temo que o pior aconteça, sem que ele tenha a chance de ser tratar. Sinto-me constrangida, correndo de um lado para o outro, sem resposta positiva de ninguém. Tudo que quero é que o meu filho seja tratado”, desabafa ela.

Deixe o seu comentário