2 de agosto de 2015 • 1:27 pm

Política

Lideres da Câmara fecham questão para manter Cunha na presidência

Apenas o PPS e o Psol defendem o afastamento do presidente da Câmara

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Reunião de lideres: fica tudo como está.

Reunião de lideres: fica tudo como está.

Em uma ação corporativa de abafa tudo que for contra aos interesses do grupo, a maioria dos líderes da Câmara dos Deputados, em Brasília, rejeitou qualquer proposta de afastamento do presidente da casa, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acusado de receber US$ 5 milhões de propina do esquema da Petrobrás.

Cunha está sendo processado na Operação Lava Jato. Apesar disso está sendo protegido pelo PSDB, de Aécio Neves, o PMDB, de Renan Calheiros e Michel Temer, o PDT, de Ronaldo Lessa,  o Solidariedade, de JHC, e até o PT, da presidente Dilma. Apenas o Psol e o PPS está defendendo a deposição do presidente da Câmara.

Os deputados, segundo apurou a Folha de S. Paulo, também nâo veem motivo para que outros colegas investigados pela Lava Jato no Supremo respondam a processo de cassação no Conselho de Ética mesmo que eles se tornem réus. Só o Psol e o PTN manifestaram opinião contrária. Além de Cunha, 21 deputados são alvo de investigação no STF suspeitos de envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras.

É mais um sintoma claro e inequívoco de que a classe política continua a mesma e que nada mudará no País, enquanto prevalecer os interesses dos grupos políticos. Enquanto isso, a corrupção vai se eapalhando como uma endemia contaminando instituições e até os poderes do País.

 

Deixe o seu comentário