22 de agosto de 2017 • 11:33 pm

EVENTOS

Lula em Penedo: o maior titulo é o doutorado da filha dos quilombolas

Cerca de duas mil pessoas recepcionaram Lula em Penedo

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Não era a multidão dos tempos do governo, mas cerca de 2 mil pessoas estiveram no evento da chegada do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, em Penedo, Alagoas.

Era, na verdade, a militância petista, os movimentos sociais e simpatizantes que foram abraçar Lula, a quem eles consideram como o maior Presidente da história do Brasil.

A chegada de Lula em Penedo, quase foz do São Francisco, foi marcada por um foguetório e uma inavasão de jovens, crianças e idosos da periferia penedense que pretendiam abraçar o politico, tal como os apaixonados fazem com o grande ídolo.

A militância petista na espera do ídolo.

Lula desembarcou na cidade e foi cercado pela multidão. Do trajeto do barco em que desceu vindo de Neópolis, Sergipe, a Penedo até chegar ao trio elétrico montado no Porto da Balsa foi de 20 minutos, tamanho era o assédio do povo querendo abraçá-lo.

Lula chega e é abraçado pela multidão.

Foi recebido por dirigentes do partido em Alagoas, como o deputado federal Paulão, o presidente regional do PT, Ricardo Barbosa, além do governador Renan Filho e do senador Renan Calheiros (PMDB).

Depois das sessões de fotos e de todas as falas no trio, Lula falou para uma plateia ansiosa. Falou inclusive que o maior honraria que teve na vida foi ver uma filha de uma família quilombola receber um diploma de doutora (com doutorado) na Bahia e dedicar este título a ele por ter tido a oportunidade de estudar com o apoio do governo.

Lula recepcionado no trio.

“Esse foi o meu maior título”, disse. A declaração foi feita em alusão aos títulos “honoris causa” que lhe foram outorgados por universidades.

Lula ainda acusou as reformas trabalhistas e da previdência como uma verdadeira demolição do governo contra os interesses da classe trabalhadora e da sociedade brasileira.

Aproveitou para dizer que em Penedo ( a quem no inicio cometeu a gafe de chamar de Toledo) não estava prevista fala, mas que diante da recepção que teve seria impossível não se manifestar com o sentimento de que a nação não merece o governo golpista que tem.

Deixe o seu comentário