5 de junho de 2015 • 12:54 pm

Cotidiano

Lyons inicia programa com pacientes de baixa visão em Maceió

Dados revelam que 22 por cento da população sofre com a doença da visão subnormal. O programa em Maceió realizado em parceria com o Iofal.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Lyons em missão social.

Lyons em missão de responsabiidade  social.

O Lyons Clube Internacional realiza neste sábado, 06, uma ação de cidadania que visa identificar e beneficiar os portadores de baixa visão em Maceió. De acordo com as estatísticas levantadas pela instituição, cerca de 22% dos alagoanos sofrem de visão subnormal. A ação está marcada para escola pública Elizabeth Anne Lyra, no Benedito Bentes.

O trabalho será realizado com a estrutura de atendimento do Iofal e do Cevi, unidades de saúde ocular privada, mas que desenvolvem projetos voltados para a responsabilidade social. Durante todo o dia médicos e assistentes estarão atendendo os pacientes, para identificar os de baixa visão.

Os pacientes que foram diagnosticados com a doença considerada irreversível terão acompanhamento do Lyons e receberão auxílios óticos por meio das duas clínicas parceiras do programa. A iniciativa tem a coordenação técnica da Fundação Alcino Ventura, de Pernambuco, entidade que já desenvolve outros programas com o Lyons internacional.

Segundo André Born, o Iofal vai disponibilizar toda a sua estrutura para essa atividade, atendendo o maior número de pessoas possíveis na escola, mas deixando claro que a clientela a ser inserida no programa de tratamento é exatamente a que tiver deficiência severa de visão.

De acordo com o presidente do Lyons Internacional, Marcelo Daniel Melo, o programa que se inicia neste sábado terá a duração de três anos e o tratamento visa deixar o paciente independente, uma vez que a doença limita a mobilidade. Daí, ele considera fundamental que o poder público assegure os equipamentos de acessibilidade para que  essa pessoas possam ter uma qualidade de vida menos traumática.

Deixe o seu comentário