20 de março de 2017 • 11:43 am

Brasil

Mercado europeu e Coréia do Sul começam a barrar a carne brasileira

Brasil pode perder bilhões com o caso da carne fraca

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

A União Europeia e a Coréia do Sul decidiram nesta 2ª feira (20.mar.2017) barrar alimentos de empresas brasileiras investigadas na operação Carne Fraca, conforme informações de agências de notícias.

Carne fraca: prejuízos

O bloco de países da Europa teria suspendido a compra de todas as empresas investigadas. Enquanto a Coreia barra temporariamente alimentos da BRF.

Bilhões em risco – O Brasil é um grande fornecedor de carnes no mercado mundial.  Existe o risco de que as exportações do setor sejam atrapalhadas pela perda de credibilidade. Trata-se do 4º item mais importante da pauta brasileira de exportações.

São mais de 30 empresas investigadas. São suspeitas de participação em esquema de corrupção para liberar a licenças para frigoríficos sem a devida inspeção sanitária. Gigantes do setor, BRF e JBS estão entre mencionadas na operação.

O presidente Michel Temer recebeu ministros, produtores e embaixadores na tarde de domingo (19.mar.2017). Apresentou medidas para reforçar a fiscalização sobre as empresas. O governo deve apresentar aos países importadores, nesta 2ª (20.mar), detalhes sobre a operação.

Após as reuniões, Temer jantou com os embaixadores em uma churrascaria de Brasília. A ideia era comprovar a qualidade da carne do país.

Cobrança – Compradores de carne do Brasil exigem explicações sobre a operação Carne Fraca. Eis as medidas tomadas pelos principais importadores:

  • China – Haverá uma reunião de representantes dos 2 países na noite desta 2ª feira (20.mar), no horário brasileiro. Maior consumidor da carne brasileira, o país asiático cobrou explicações da embaixada brasileira em Pequim. Os produtos que estão nos portos chineses não terão liberação alfandegária até o governo brasileiro enviar explicações sobre o caso.
  • Estados Unidos – informaram que estão monitorando a situação e pediram informações ao Ministério da Agricultura.
  • União Europeia – decidiu suspender a importação de carne de todas as empresas brasileiras envolvidas na Operação Carne Fraca. São mais de 30 empresas investigadas, incluindo a BRF, das marcas Sadia e Perdigão, e a JBS, dona da Friboi e da Seara.
  • Coreia do Sul – Ministério de Agricultura sul-coreano barrou temporariamente a importação de frangos da BRF. Segundo a pasta, os fornecedores brasileiros terão que enviar 1 certificado de saúde emitido pelo governo do Brasil.

 

Deixe o seu comentário