12 de abril de 2016 • 7:38 am

Maceió

Ministério Público investiga rombo no Iprev e pedaladas de Rui Palmeira

Rombo no Instituto de Previdência Municipal é superior a R$ 15 mihões

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

O Ministério Público Estadual vai apurar um rombo superior a R$ 15 milhões no Instituto de Previdência de Maceió, na gestão do prefeito Rui Palmeira.

O Procurador Geral de Justiça, Sérgio Jucá, acatou a denúncia e determinou a Promotoria da Fazenda Municipal a abertura do inquérito de número 1178.mp iprev

As irregularidades denunciadas vão desde a falta dos repasses constitucionais, obrigação mensal da administração, até a malversação dos recursos, conforme a denúncia a ser apurada pelo Ministério Público.

Rui: investigado pelo MP

Rui: investigado pelo MP

De acordo com a legislação, os repasses mensais ao Iprev são constitucionais e a administração é obrigada a fazê-lo em tempo hábil sob pena de responder judicialmente por improbidade. Uma das pastas que não tem cumprido com os repasses na forma da lei é a Secretaria Municipal de Saúde.

Pedaladas – No bojo da denúncia há informações de que o prefeito vem acumulando pedadaladas fiscais em função de pagamentos fora de rubricas legais para a coleta do lixo em Maceió, que serão alvos de nova denúncia por parte de entidades de servidores públicos e de Associações de Moradores prejudicadas com a péssima qualidade do serviço prestado pela administração Rui Palmeira (PSDB).

Os repasses constitucionais envolvem também os encontros de contas de Rui Palmeira com a Câmara Municipal de Maceió e em função disso, o balancete da Prefeitura de dezembro de 2015 sequer foi publicado no Diário Oficial.

A maquiagem em andamento no municipio em torno dessas questões  visa tão somente tentar justificar as pedaladas do prefeito, bem como encontrar uma forma de responder ao Ministério Público sobre o rombo do Iprev.

 

Deixe o seu comentário