22 de novembro de 2015 • 5:11 pm

Interior

Ministério Público multa Casal em R$ 6 milhões por crime ambiental

Esgotos descartados em áreas de lixões era a prática da coompanhia em Palmeira e Traipu

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

esgotos casalTrês multas na ordem de R$ 6 milhões aplicadas à Casal pelo Ministério Público Estadual abalam os cofres da companhia. As multas são consequências da desastrosa política de tratamento de esgotos da companhia no interior do Estado. A mesma política acontece na capital, mas em Maceió ainda não surgiram as sanções devidas.

As multas foram lavradas após a Fiscalização  Preventiva Integrada do Rio São Francisco, coordenada pelo MPE, constatar que as estações de tratamento de água e de esgoto (ETA) e (ETE) nos municípios de Palmeira dos Índios e Estrela de Alagoas estavam lançando os resíduos nos lixões das cidades, o resultou na multa de R$ 2 milhões.

Também em Palmeira dos Índios, a fiscalização  visitou dois loteamentos que possuem centenas de residências. Em ambos os locais, as estações de tratamento de esgoto estavam em desconformidade com a legislação vigente, já que não possuíam licença ambiental para funcionamento e davam destinação incorreta aos resíduos sólidos produzidos. Os dejetos  descartados no lixão resultaram e uma multa de R$ 4 milhões, sendo R$ 2 milhões por cada terreno.

Em outras ações, em Traipu também foram flagradas áreas de desmatamento em uma fazenda de 30 hetares. Vários outros municípios foram visitados e receberam multas de menor porte por conta de irregularidades ambientais

 

 

 

Deixe o seu comentário