13 de outubro de 2016 • 7:55 am

Brasil » Justiça

Ministro Barroso defende desjudicialização do País e fim do foro privilegiado

Segundo ele, a prerrogativa de foro deveria ser drasticamente reduzida,

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

O  Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, disse nesta quarta-feira, 12, defendeu a imedidata desjudicialização do País e  o fim do foro privilegiado para os políticos.

“Onde você destampa tem alguma coisa errada. Nós criamos uma delinquência generalizada no País. E com um contágio que ultrapassa tudo o que seria imaginável,” afirmou o ministro sobre o grande acúmulo das denúncias da Lava Jato.

O ministro Luís Roberto Barroso defende maior agilidade nos processos

O ministro Luís Roberto Barroso defende maior agilidade nos processos

Para ele, essa judicialização do país deve ser encerrada. Para isso, Barroso defende o fim do foro privilegiado para a maioria dos cargos políticos. “A prerrogativa de foro deveria ser drasticamente reduzida, para abranger apenas os chefes de poder, e, talvez, os ministros do Supremo”, disse.

O ministro também disse que, em uma “sociedade democrática, o clamor público sempre deve ser levado em conta”, e que o país “vai ter que passar por uma campanha incisiva de desjudicialização da vida.”

Deixe o seu comentário