25 de agosto de 2017 • 6:48 pm

Brasil

Ministro da agricultura é denunciado como líder de organização criminosa

Ministro Blairo Maggi é acusado de comandar esquema de R$ 40 milhões.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) autorizou a abertura de inquérito para apurar crimes a partir do conteúdo da delação premiada do ex-governador do Mato Grosso Silval Barbosa (PMDB).

O nome de todos os investigados no processo não foi divulgado. Fux já afirmou que a delação de Silval é “monstruosa”.

Blairo Maggi denunciado por corrupção.

A decisão de Fux atende a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O PGR aponta que o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, seria líder da suposta organização criminosa:

“Entre os agentes politicos, destaca-se a figura de Blairo Maggi, o qual exercia incontestavelmente a função de liderança mais proeminente na organização criminosa, embora se possa afirmar que outros personagens tinham também sua parcela de comando no grupo, entre eles o próprio Silval Barbosa e José Geraldo Riva”, afirma Janot.

“Ao Ministro Blairo Borges Maggi é atribuída a coautoria em um esquema ilícito para pagamento de dívida de R$ 40 milhões, contraída por seu grupo político enquanto esteve enquanto esteve à frente do governo do Mato Grosso, junto ao empresário Valdir Piran”, narra a PGR.

Negou – Blairo Maggi divulgou nota nesta 6ª feira negando qualquer tipo de envolvimento com a orgganização criminosa denunciada pela Procuradoria Geral da República.

Deixe o seu comentário