29 de junho de 2016 • 1:36 pm

Brasil » Justiça

Ministro do Supremo manda soltar o ex-ministro Paulo Bernardo atendendo pedido da defesa

Defesa alegou que prisão de ex-ministro foi completamente ilegal

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), revogou nesta quarta-feira (29) a prisão de Paulo Bernardo, atendendo a um pedido da defesa do ex-ministro. Toffoli determinou, ainda, que a Justiça de São Paulo fixe medidas cautelares.

Paulo Bernardo foi preso na última quinta-feira (23) pela Polícia Federal, na operação Custo Brasil, que investiga um esquema de propina oriundo de desvios de empréstimos consignados feitos por funcionários públicos federais. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), o ex-ministro teria sido beneficiado em um desvio de R$ 100 milhões.

A defesa  de Paulo Bernardo argumentou nesta segunda-feira (27) que a prisão era ilegal e que o ex-ministro não tinha vínculo com as irregularidades descobertas no Ministério do Planejamento, quando ele esteve no comando da pasta. Mas a Justiça de São Paulo havia decidido manter a prisão preventiva sem prazo determinado.

Deixe o seu comentário