16 de Abril de 2015 • 7:14 am

Cotidiano

Modelo se diz arrependido mas é condenado a 18 anos pela morte de Flavius Durval Lessa

Como aguardavam amigos e familiares da vitima, o Tribunal do Júri condenou nessa quarta-feira (15) à noite o ex-modelo Frederico Peixoto Safadi, pelo assassinato do designer e produtor demoda Flavius…

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

modelo safadiComo aguardavam amigos e familiares da vitima, o Tribunal do Júri condenou nessa quarta-feira (15) à noite o ex-modelo Frederico Peixoto Safadi, pelo assassinato do designer e produtor demoda Flavius Durval Lessa Braga. O crime ocorrido em 2011 chocou a sociedade, não só por Durval ser de familia tradicional e muito conceituado enquanto profissional, mas também pela crueldade do caso.

Flavius Durval, que mantinha à época um relacionamento amoroso com o modelo, foi enforcado com o cinto de segurança do próprio carro e ainda teve o pescoço rasgado por um objeto cortanta. O julgamento se deu no fórum do Barro Duro e teve como prsesidente da corte o juiz John Silas da Silvamorto foi condenado a 18 anos e nove meses por homicídio qualificado. O julgamento ocorreu nessa quarta-feira (15), no Fórum no Barro Duro, e foi presidido pelo juiz  Jhon Silas da Silva, a quem o réu confessou seu arrependimento.

safadi e durvalDurante o julgamento, Safadi disse que usava drogas para transar com os parceiros e que este estilo de vida se acentuou no relacionamento com Durval. Acrescentou que no dia do crime os dois saairam no carro e já foram discutindo, por que sempre ameaçava acabar com a relação. Depois disso vieram as cenas de terror que acabou culminando com a morte do designer. Diante de tudo o que ouviram  os jurados consideraram o crime como homicídio qualificado.

Flavius Durval Lessa foi assassinado aos 47 anos de idade.

 

 

Deixe o seu comentário