9 de agosto de 2016 • 5:03 pm

Maceió

Moinho Motrisa será investigado por lançar “pó preto” no ar

A empresa será investigada por poluição atmosférica

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Foto: Folhapress

Foto: Folhapress

A empresa Moinho Motrisa será investigada pelo Ministério Público Estadual (MPE/AL) por indícios de poluição atmosférica. Segundo denúncias, a empresa tem lançado resíduos no ar, que tem levado um “pó preto” para as redondezas, provocando alergias e desconforto à população que vive no entorno do moinho, no bairro do Poço. A portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (9).

Foi instaurado um Inquérito Civil e requisitada uma fiscalização de constatação de dano ambiental à Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma), além de informações acerca da adequação do empreendimento com as normas urbanísticas à Secretaria Municipal de Controle e Convívio Urbano (SMCCU). Uma audiência foi marcada para o dia  5 de setembro, às 11h, para apresentar as informações colhidas pelos órgãos fiscalizadores e propor o ajuste de conduta se necessário.

A portaria, assinada pela promotora de Justiça Lavínia Fragoso, diz ainda que existem hospitais e maternidades nas proximidades do moinho, o que aumentaria a gravidade da denúncia.

Não é a primeira vez que o moinho causa problemas à população. Em Abril de 2014, parte de um dos silos desabou, deixando cerca de uma tonelada de trigo espalhada na Avenida Comendador Leão, soterrando carros e obrigando moradores de uma rua próxima ao estabelecimento, a ficaram um longo período longe de suas casas.

 

Deixe o seu comentário