13 de março de 2016 • 1:17 pm

Maceió

Na orla de Maceió mais de 6 mil manifestantes contra Lula e Dilma

Foi a maior manifestação contra o PT e o governo Dilma em Maceió

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Enfim, a oposição fez uma manifestação com destaque. Em torno de 6 mil pessoas na orla entre a Jatiúca e a Ponta Verde, onde a elite alagoana saiu às varandas dos seus prédios  para exibir as alinhadas vestimentas de apoio ao movimento para “derrubar o PT”, Dilma Rousseff e Lula da Silva.

A elite

A elite nas varandas

os cavaleiros pelo golpe

Os cavaleiros pelo golpe

O abre alas da manifestação teve um dupla de cavaleiros exibindo uma faixa de vinil pedindo a intervenção no País do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Os dois cavaleiros montados estavam orgulhos do feito.

A manifestação por ter origem nas classes média e média alta teve um público de maioria branca, quase todos vestidos nas cores verde e amarela. Gritando palavras de ordem e cantando músicas pró impeachement de Dilma e a prisão do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, ambos do PT. O protesto se valeu de quatro trios elétricos que davam eco as vozes dos animadores eufóricos.

O povo nas ruas

O povo nas ruas

A maioria branca

A maioria branca

E tinha muita gente...

E tinha muita gente…

Direita – O segundo carro, um mini trio, exibia orgulhosamente uma faixa com a inscrição “somos a nova direita”. Depois dele mais dois trios cantando músicas compostas especialmente para o

...Com a nova direita

…Com a nova direita

momento. Em um deles, um animador repetia que os “números oficiais dizem que aqui estão 40 mil pessoas”.

Mas, a manifestação pode ser comemorada pelos organizadores pois é inegável o sucesso de público. Bem diferente da anterior, onde praticamente gatos pingados saíram às ruas para o protesto.

Desta festa, todos foram energizados pela ação da Polícia Federal e do juiz Sérgio Moro, que prenderam Luis Inácio Lula da Silva, em São Bernardo, e levaram para um depoimento no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, na sexta-feira, 4 de março.

Uma caminhada em paz

Uma caminhada em paz

Era exatamente isso que o Movimento Brasil Livre e todos os

A irreverência no protesto

A irreverência no protesto

congêneres de direita, centro e coisa nenhuma, aguardavam para preparar a manifestação desse domingo, 13. O combustível certo, na hora certa Deu resultados. Os contra o PT saíram às ruas. Saíram alegres e pacíficos.

Resta saber agora qual o próximo hound dessa contenda.

 

 

Deixe o seu comentário