22 de junho de 2016 • 12:01 pm

Brasil » Justiça

Na tentativa de frear a Lava Jato Temer manda ministro conversar com Moro

Ministro se reuniu com Sérgio Moro e representantes do Ministério Público Federal. Teor das conversas não foi revelado.

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

A nação já  sabe que o governo Temer e aliados estão jogando todas as fichas possíveis e imagináveis para barrar os avanços da Lava Jato. Perceberam que se não fizerem isso pode faltar cadeia para colocar todos envolvidos, a partir dos políticos do próprio governo.

Alexandre de Moraes - o emissário

Alexandre de Moraes – o emissário (Reprodução / Internet)

Não demorou muito para o Palácio do Planalto colocar em prática o seu plano de frear a operação. Tanto é assim que nesta terça-feira, 21, o Ministro da Justiça Alexandre de Moraes esteve em Curitiba, base da operação, para uma conversa de pé de orelha com o juiz Sérgio Moro.

A conversa se deu no período da tarde no prédio da Justiça Federal do Paraná. O juiz é o responsável pelos processos da operação em primeira instância.

Depois de Moro, sua excelência, o ministro, foi ao encontro dos representantes do Ministério Público Federal, para a outra conversa com os procuradores da República que atuam no operação. De lá, partiu para a Polícia Federal, onde, na Superintendência, conversou com seus comandados.

Lá o Japonês, lembram dele(?), já não estava. Até por que foi preso como corrupto.

O curioso é que nenhum “movimento” questionou essas conversas do ministro de Temer. O que será que falaram tanto?

Essa, óbvio, é a pergunta que não quer calar.

 

 

Deixe o seu comentário