11 de fevereiro de 2016 • 6:15 pm

Bleine Oliveira » Blogs

Não existe almoço grátis

Quem solicita os serviços da Justiça, tem que pagar!

Por: Bleine Oliveira
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

As comunidades que precisam dos serviços da Justiça Itinerante, o projeto do poder Judiciário alagoano, podem solicitar e agendar casamentos coletivos e outros, por meio de associações, igrejas ou instituições públicas.

Mas é bom saberem que os custos cartorários são de responsabilidade de quem solicita.

Amanhã, por exemplo, 50 casais terão a união legalizada perante a Justiça, numa solenidade que vai acontecer na Escola Elizabeth Anne Lyra de Farias, localizada no Conjunto Luiz Pedro III, no bairro Benedito Bentes 2.

Mas quem paga a conta, ou melhor, as custas desse casamento coletivo é a Igreja Assembleia de Deus, que solicitou a ação. Haverá ainda emissão de segunda via de registro de nascimento para a comunidade. Que também é paga!

Deixe o seu comentário