29 de dezembro de 2017 • 12:44 pm

Blogs » Marcelo Firmino

Nonô diz que será candidato a federal e Rui Palmeira a governador

Para bom entendedor significa que 2018, o ano das eleições, já começou e nada será feito sem o interesse do voto

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O ano chegou ao fim e, a partir de agora, os homens do poder não pensam mais em outra coisa que não seja o processo eleitoral de 2018.

Quem está dentro quer ficar e quem está fora quer entrar. Assim manda a regra do jogo.

E não foi por outra razão que o Secretário Municipal de Saúde de Maceió, José Thomaz Nonô, dirigente maior do Democratas (DEM) no Estado disse em entrevista ao radialista França Moura, na Rádio Correio, que será candidato a deputado federal no próximo ano.

E mais que isso: deixou claro também que o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB) será candidato a governador de Alagoas, para tentar desalojar Renan Filho (PMDB) do poder de mando no Estado.

Faz parte do processo e isso naturalmente fez de 2017 o ano em que se trabalhou. Ou seja, os gestores efetivamente tiveram que atuar para dar respostas às demandas de cada setor ou comunidades. Uns mais, outros menos, mas, muitos, nem uma coisa nem outra.

Nonô: na busca de um mandato.

Quer dizer, nada fizeram.

Agora, quando entrar 2018, todos irão à luta em busca dos seus objetivos, os quais são meramente políticos.

Nada será feito sem o viés político como pano de fundo. Ou sem que o interesse seja a cabala do voto.

Assim, tudo será estudado.  Desde as falas públicas e privadas até às marcações de consultas médicas, quer sejam no PAM Salgadinho ou no Hospital Regional do Agreste.

Isso significa que estratégias e táticas vão se sobrepor a quaisquer ações dos gestores daqui para frente, até o dia das eleições.

Deixe o seu comentário