15 de junho de 2015 • 6:23 pm

Cotidiano » Política

Nova crise na segurança: Delegados atacam os policiais militares

Militares são acusados de usurpar a função de delegado. A relação entre as partes é ruim.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Militares acusados de usurpadores.

Militares acusados de usurpadores.

A rixa entre delegados da Policia Civil e policiais militares é mais um ingrediente dentro da conjuntura adversa de combate ao crime em Alagoas. Os militares estão sendo acusados de usurpar a função do delegado.

Esse já é um novo componente da situação que o Secretário de Defesa Social, Alfredo Gaspar, vai ter que se preocupar. O que significa dizer que o combate a violência muito mais além da máxima do “bandido bom é bandido morto”.

Os delegados inciaram a campanha por melhores condições de trabalho dentro das delegacias, assim como de valorização das reivindicações da categoria. Os servidores de um modo geral estão sem mobilizando e agora os delegados iniciam a mobilização deles. Significa então que o governo Renan Filho terá muito mais problemas à vista.

Na defesa dos interesses dos delegados, o presidente da Adepol, Antonio Carlos Lessa, disse em reunião no hotel Ritz que  há intromissão dos militares nos trabalhos da Polícia Civil e que isso agrava o andamento das atividades dos delegados e as próprias relações entre os dois segmentos.

Exemplificou que atualmente são os militares que estão oficializando os pedidos de prisão ao Poder Judiciário. Essa máxima tem sido fortalecida com as operações que o Secretário de Defesa Social tem feito em algumas regiões, acompanhado de batalhões da PMAL.

A polícia militar nada comenta. Mas essa história, de acordo com a Adepol, vai acabar nas barras dos tribunais, o que pode gerar uma crise na segurança pública estadual.

 

Deixe o seu comentário