16 de maio de 2016 • 9:36 am

Blogs » Marcelo Firmino

Novo ministro da Justiça quer “freios e contrapesos” no Ministério Público

O ministro Alexandre Moraes diz que o poder do MP não pode ser absoluto

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

MInistro da JustiçaA julgar pelas declarações do novo Ministro da Justiça do governo Temer, o País viverá sem, dúvida nenhuma, um recrudescimento à direita que poderá levar ao emparedamento de instituições fiscalizadoras como o Ministério Público e outros.

Na primeira entrevista que deu na condição de ministro, o senhor Alexandre Moraes disse logo a que veio, quando se referiu ao Ministério Público.

Segundo ele, o poder do MP é muito grande, “mas não pode ser absoluto”.

Ficou a coceira no pé da orelha. Por que será que ele disse isso? O MP está com poderes absolutos?

Não satisfeito, o senhor Moraes também defendeu que o governo Michel Temer não deve nomear para a chefia da Procuradoria Geral da República o nome mais votado na lista tríplice por integrantes de carreira.

Ele parte do princípio de que o presidente da República tem a liberdade de indicar o procurador geral não eleito pela categoria. E agravou a situação quando disse que “é uma questão de freios e contrapesos”.

Dito isto, fez-se o mais absoluto silêncio em Brasília.

Deixe o seu comentário