8 de julho de 2016 • 9:21 am

Brasil » Política

O choro de Eduardo Cunha é visto na internet como ‘lágrimas de crocodilo’

Psicanalistas não se entendem ao opinarem sobre o choro do deputado mais famoso do País.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Bombou na internet o choro do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB) ao anunciar sua renúncia a presidência da Câmara. Para a maioria foram lágrimas de crocodilo. Mas, houve quem preferisse a risada da hiena.

Segundo o colunista Ancelmo Gois, de O Globo, o tema gerou um boom na internet e até às 17h de ontem, houve cerca de 130 mil menções ao político no Twitter, 28 mil delas sobre o choro do deputado, segundo a FGV/DAPP.

Sendo que a  expressão “lágrimas de crocodilo” foi mencionada cerca de 1.100 vezes.

O jornal fez até uma consulta aos psicanalistas sobre as razões do choro de Cunha. Mas eles não conseguiram se entender. O psicanalista Joel Birman acusou uma farsa de Cunha para tentar enganar a opinião pública, mais uma vez, com manipulação entre outras perfomances que, segundo ele, são tipicas de pessoas sem valores morais.

Um dia antes, selfie no shoping

Um dia antes, selfie no shoping

Já a psicanalista da USP, Priscila Gasparini viu um homem que se mostrou impotente diante da fraqueza, deixando a máscara cair ao falar da família. Outros falaram de que tudo teve a ver com gestos treinados e que no fundo ele sente um grande desprezo pelo momento vivido.

Pode ser que sim, pode ser que não, mas no dia anterior a renúncia, Eduardo Cunha e a mulher Cláudia Cruz, segundo o mesmo Globo, estavam em um shoping, no Rio de Janeiro, fazendo selfies.

 

Deixe o seu comentário