19 de maio de 2016 • 12:11 pm

Blogs » Brasil » Marcelo Firmino

O cinismo de Cunha e as lideranças políticas acuadas no País

Disse até que é dependente do cartão de crédito da mulher.

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

É impressionante o cinismo e o poder que detém o senhor Eduardo Cunha no País. Ele afronta as instituições, a sociedade e os próprios pares na Câmara dos Deputados e continua praticamente impune.

Cunha: na comissão de ética

Cunha: na comissão de ética

Mais que isso. Segundo o jornal O Globo, para sobreviver politicamente, o presidente interino, Michel Temer, depende de Eduardo Cunha. Impossível, portanto, não fazer a pergunta clichê: – Que País é esse?

Cunha está, praticamente, a um passo da salvação na Câmara, embora esteja afastado da presidência da Casa. Ele tem nas mãos a maioria dos parlamentares do Congresso e, acuados, os partidos que antes eram oposição e hoje são governo – incluindo DEM e PSDB – assistem calados ao passeio que ele faz dentro do governo interino. Ele indica assessores de Temer, ministros e até o líder do governo.

Ao que parece, as lideranças atuais tremem diante do sujeito.

Mas, a maior prova do cinismo está na declaração que ele fez nesta quinta-feira, 18, à Comissão de Ética da Câmara. Primeiro fez-se de vítima de todas as acusações sobre suas contas em milhões de dólares depositados nos bancos suíços.

Depois, questionado sobre despesas milionárias dele e da mulher, Cláudia Cruz,  em cartões de créditos no exterior, ousou dizer que “eu era apenas dependente do cartão de crédito dela”.

Durma-se com esse barulho.

 

1 Comentário

  1. fatima disse:

    Tentado descobrir de que madeira é feita a cara desse cidadão!!!

Deixe o seu comentário