19 de Abril de 2017 • 9:04 am

Blogs » Fátima Almeida

O lamaçal da corrupção é cada dia mais profundo. E quem paga a conta?

Polícia Federal deflagra a Operação Conclave em busca de provas de fraudes na negociação de ações do Banco Panamericano

Por: Fátima Almeida
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Em meio ao turbilhão em que vive o país, frente às polêmicas decisões políticas que movimentam o Palácio Central, os corredores do Congresso e as ruas de Brasília, numa luta contra o governo que tenta impor para a classe trabalhadora os prejuízos da imensurável conta da corrupção, as notícias do dia trazem novos ingredientes para engrossar o lamaçal que vem soterrando o Brasil num poço sem fundo.

É fraude pra todo lado e a sanha dos corruptos parece não ter limites.

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira, a Operação Conclave, que cumpre 46 mandados de busca e apreensão expedidos pela 10ª Vara Federal de Brasília, focados nas investigações de possíveis – e bem prováveis – fraudes na aquisição de ações do Banco Panamericano pela Caixa Participações S.A.

Cerca de 200 policiais estão nas ruas de São Paulo, Brasília, Londrina, Belo Horizonte e Recife, cumprindo os mandados. A decisão judicial também determinou a indisponibilidade e bloqueio de valores – num total de aproximadamente R$ 1,5 bilhão – de contas bancárias de pessoas investigadas.

O inquérito instaurado apura a responsabilidade de gestores da Caixa Econômica Federal (CEF) na transação, que se revela fraudulenta; os possíveis – e bem prováveis – prejuízos ao correntistas e clientes das duas instituições; bem como os possíveis – e expressivos – prejuízos ao erário federal.

E em se tratando de prejuízo ao erário, já se sabe o endereço da conta. O ônus vem sempre para o contribuinte, que paga dobrado: na hora que é roubado e na hora de cobrir o rombo.

É isso mesmo. O contribuinte é roubado e ainda tem que pagar a conta.

Tem quem aguente não!

Deixe o seu comentário