18 de setembro de 2015 • 11:07 am

Blogs » Marcelo Firmino

O “lockout” dos prefeitos e o nível de zelo na maioria das prefeituras

A falta de credibilidade dos gestores é o nó da questão

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

O presidente da AMA, Marcelo Beltrão, prefeito de Jequiá, disse em entrevista ao programa do França Moura, na Rádio Correio, que há gente ” se aproveitando da crise”.

Não disse exatamente como, mas deixou a entender que as pessoas que contestam a greve dos prefeitos estariam contra a continuidade dos “bons serviços” prestados a população pelas prefeituras.

E responsabilizou inclusive setores da imprensa.

Pois bem. Aqui no eassim.net a crise  sempre foi tratada como crise. Ela existe e não é nenhuma marolinha. A crise atinge todos os segmentos do País – com exceção dos bancos – e o prefeito até reconhece isso.

O que se questiona, excelência, é o “lockout”, a greve, quando se sabe que “os bons serviços” anunciados, com raríssimas exceções, nunca existiram. Com ou sem crise.

Na maioria dos municípios alagoanos a população vive à míngua, inversamente proporcional a situação dos prefeitos, com ou sem crise.

O que falta, presidente Beltrão, é credibilidade dos gestores para clamar por adesão da população a um movimento sem cheiro de povo.

A sociedade não é tola e acompanha o dia a dia das prefeituras. Sabe como os prefeitos gastam e com quem. O Ministério Público está abarrotado de casos sobre a histórica malversação do dinheiro público.

Há justeza nas reivindicações de recursos para saúde, educação, entre outras demandas? Claro que há. Mas, na grande maioria, o nível de zelo e responsabilidade dos gestores com os recursos públicos é crítico.

Quem achar que não é só fazer uma pesquisa com a população, para saber o que ela acha dos gestores públicos alagoanos em todos os níveis, com ou sem crise.

É assim.

 

Deixe o seu comentário