4 de agosto de 2015 • 8:46 am

Blogs » Marcelo Firmino

O PT sucumbindo em meio às cinzas da tragédia

Como sobreviverá o Partido dos Trabalhadores após essa avalanche de denúncias de corrupção e as prisões de ícones que fizeram história na política brasileira? Em qualquer outro segmento tudo já…

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Como sobreviverá o Partido dos Trabalhadores após essa avalanche de denúncias de corrupção e as prisões de ícones que fizeram história na política brasileira?

Em qualquer outro segmento tudo já teria desmoronado. Mas, em se falando de política, tudo também é possível.

Porém, são remotíssimas as possibilidade de o PT se reerguer diante de tamanhas acusações, processos e condenações a serem enfrentadas pelas lideranças, que hoje atraem a ira de parte da população contra a legenda e os próprios lideres, anteriormente idolatrados na agremiação.

Se verdadeiro é tudo que está sendo dito de José Dirceu – e as evidências têm sido cada vez mais nítidas – tem-se aí o caso de alguém que jogou na lata do lixo a biografia construída a ‘long long time ago’.

Se uma grande parcela da Nação acompanha perplexa todo esse noticiário – com ‘mídia golpista’  ou não – imagine como não está o militante comum do Partido dos Trabalhadores que antes saiu às ruas na defesa da legenda, na corrida por uma perspectiva de poder e agora  sente o peso da fachada desabar em cima do partido.

A poeira tóxica que se espalha do desabamento atinge todos os demais – doentes e sadios. E o pior é que essa nuvem não vai abrandar tão cedo.

Tanto é assim que a preocupação maior de quem ainda tem autoridade para falar pela legenda é preservar a presidente da República – e assim tem que ser – visto que ela não teve seu nome citado em nenhuma das investigações que estão em curso.

Em outros tempos, a militância colocava a cara na rua e seguia em frente. Hoje, tudo mudou. Como na canção, parece que estão todos ‘falando de lado e olhando pro chão’.

É a militância envergonhada!

Sobreviver a essa hecatombe é o que muita gente está tentando fazer, uma vez que a questão moral está envolta na nuvem fétida que se espalha em grande ofensiva.

Nessa hora, avanços, conquistas e realizações qualitativas dos governos petistas ficam soterrados em meio ao desastre que tomou conta do partido e de suas lideranças, por que o senso comum já formou sua opinião sobre tudo isso que está acontecendo.

Portanto, a história não passa pela reinvenção do PT, como sugeriu o Lula, mas pela tentativa de salvação do que sobrar.

 

Deixe o seu comentário