15 de Fevereiro de 2016 • 5:14 pm

Bleine Oliveira » Blogs

O risco do ‘arquive-se’ na Corregedoria da PM

A OAB/AL faz um levantamento para ver se é correta a avaliação de que mais de 90% das sindicâncias estão sendo arquivadas.

Por: Bleine Oliveira
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Como qualquer servidor público, o policial militar tem obrigação de responder por seus atos.

A partir dessa premissa, causa estranheza os novos rumos que tem seguido a Corregedoria Geral da Polícia Militar de Alagoas.

São cada vez mais claros os sinais de que não está havendo tanto interesse na apuração de denúncias envolvendo policiais.

A Ordem dos Advogados (OAB/AL) já observou que, desde o ano passado, mais de 90% das sindicâncias para apurar denúncias de abuso e violência praticadas por militares estão sendo arquivadas.

O mais grave é que, enquanto ao PM o direito à ampla defesa e ao contraditório chega ao extremo, as supostas vítimas são impedidas de se acompanhar de advogados nas oitivas.

Que postura é essa da Corregedoria?

O seu papel, não custa lembrar, é ser a polícia da polícia. É sua responsabilidade combater os excessos, garantir que o policial cumpra as leis e, principalmente, que não manche a imagem da corporação.

Fico a pensar que o discurso do governo na área da segurança pública pode ter consequências mais graves.

Deixe o seu comentário