17 de outubro de 2016 • 4:31 pm

Bleine Oliveira » Blogs

O Sinttro e o fim da linha para a população

Assim é difícil seguir! Quatro ônibus são queimados, dois deles dentro da garagem da empresa, num ato de vandalismo de criminosos. Revoltante! Mas, o que faz o Sindicato dos Trabalhadores…

Por: Bleine Oliveira
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Assim é difícil seguir!

Quatro ônibus são queimados, dois deles dentro da garagem da empresa, num ato de vandalismo de criminosos. Revoltante!

Mas, o que faz o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Alagoas (Sinttro)?

Decide, em parceria com os empresários, recolher os ônibus às 21h. Transporte público só no dia seguinte, às 4h da matina.

Segundo o presidente da entidade, Écio Ângelo, a medida visa “garantir a segurança dos trabalhadores e da população” após esses ataques.

Falta alguma trecho nessa peça!

É deixando a população sem transporte, num horário em que milhares voltam pra casa do trabalho, da faculdade, do lazer, que o Sinttro e as empresas enfrentam a violência?

Eu quero entender isso. Porque, nesse momento, o que vejo é um ato de covardia, um desrespeito a estudantes e trabalhadores que necessitam do transporte público.

Inaceitável a posição do sindicato. Dos empresários, então…

O medo dos rodoviários é compreensível e aceitável, mas não é enterrando a cabeça no buraco da omissão que o temor da violência vai acabar.

O Sinttro e as empresas devem se juntar a sociedade para cobrar providências do governo do Estado e do município.

A bandidagem não pode ganhar esse jogo.

Republico postagem de um internauta, revoltado com a decisão de tirar os ônibus de circulação:

“Como usuário constante de transporte público, inclusive após as 21h, para retornar da faculdade para casa, o meu medo é tão grande quanto a falta de segurança e estrutura dos pontos, quanto a constante ameaça de marginais que ficam “tocando o terror” desde quando pulam a catraca, conversam sobre seus crimes, além de um alto som com músicas que exaltam a criminalidade. A minha dúvida se chegarei bem em casa já era diária, mas agora é “se chegarei”, pois irão recolher os ônibus as 21h, como assim Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito(SMTT)? Quantas pessoas como eu irão “pagar o pato”? O medo se mistura com a indignação, revolta, raiva, e sensação de impotência. É isso aí… #Desabafei

Deixe o seu comentário


Publicidade