7 de Janeiro de 2016 • 6:02 pm

Economia

Obra de R$ 41 milhões vai garantir gás encanado em Arapiraca e Penedo

Governo do Estado faz o lançamento da obra na próxima segunda-feira em Arapiraca

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

 

Gas natural para o Agteste/Foto Adalison Calheiros.

Gas natural para o Agteste/Foto Adalison Calheiros.

A Algás vai investir R$ 41 milhões na construção de um gasoduto de Penedo a Arapiraca. A obra será construída em quatro etapas e está sendo considerada pelo governador Renan Calheiros Filho (PMDB) como  mais um grande passo para a interiorização do desenvolvimento”.

O lançamento da obra será feito na próxima segunda-feira, 11, no Centro de Referência Integrada de Arapiraca. Com a solenidade, o governo iniciará a construção imediata das obras das etapas 1 e 2, que compreendem a rota entre os municípios de Penedo, Igreja Nova e São Sebastião. A previsão  é terminar os dois trechos no primeiro semestre de 2017.

Para o diretor presidente da Algás, Arnóbio Cavalcanti, “a construção do gasoduto, na prática, significa um atrativo para a prospecção de novas indústrias no interior, bem como potencializará a eficiência energética das empresas atualmente instaladas na região”.

Construído em quatro etapas, com o término total planejado para no final de 2018, o futuro duto de 66 km distribuirá o gás natural a partir da estação da Algás em Penedo até a futura estação da Companhia na cidade de Arapiraca.

Considerada a maior obra da história da Algás, o novo empreendimento foi orçado em R$ 41 milhões, sendo 20% executados com recursos próprios da distribuidora alagoana e os demais alavancados via financiamento junto ao Banco do Nordeste.

O gasoduto já pode ser encarado como um marco para a região Agreste. “Além de Arapiraca, que poderá oferecer os benefícios do gás natural para as indústrias atuais e potenciais, as outras cidades do trajeto e do entorno também ganham uma vantagem competitiva para atração de novos investimentos”, destaca Arnóbio Cavalcanti.

Deixe o seu comentário