18 de maio de 2017 • 7:30 am

Blogs » Marcelo Firmino

Onde foram parar os ‘interesses repúblicanos’ após o impeachment de Dilma?

Bomba explode no colo de Temer e no ninho dos tucanos

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

A bomba que explodiu no colo de Michel Temer e no ninho dos tucanos do País, com o presidente do partido (PSDB) Aécio Neves pedindo R$ 2 milhões de propina para pagar advogado na Lava Jato, expõe tão somente a farsa “dos interesses republicanos” dessa gente no Brasil.

Os tucanos fomentaram o golpe contra a ex-presidente Dilma Rousseff, a partir do momento em que perderam as eleições presidenciais. E para que houvesse um impeachment pagaram passeatas de manifestantes nas capitais e votos de parlamentares no plenário, com o argumento de que estavam extirpando a corrupção no País.

“Tudo em nome dos interesses republicanos”, era o que dizia Aécio Neves, Michel Temer e outros tantos líderes dos movimentos.

Eis que o PSDB toma conta do governo de Temer no Planalto, fazendo e desfazendo, mas mantendo a mesma prática imoral, esdrúxula e corrupta no poder, além de estimular a odiosa dicotomia maniqueísta de o bem contra o mal no País.

Temer gravado mandando o empresário da JBS, Joesley Batista, manter a compra do silêncio de Eduardo Cunha – R$ 3 milhões foram gastos só em abril – e Aécio pedindo R$ 2 milhões de propina para pagar seu advogado na Lava Jato, mostrou o que muita gente já sabia e os desavisados teimavam em não ver: a podridão no País está em todos os lados. Com o agravante de os métodos corruptos continuarem no pós impeachment como já se previa.

O problema é que o ódio cega. Agora todos nivelados. O PT atolado até o pescoço e os outros que virão e não são poucos.

Em suma: a malandragem dos “interesses republicanos” caiu por terra. Há muito tempo.

 

Deixe o seu comentário