16 de agosto de 2016 • 6:35 am

Interior

Pão de açúcar: candidato a prefeito é réu em ação de improbidade

Ministério Público diz que contrato viola princípios e leis, causa danos ao erário e gera “enriquecimento ilícito”

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

 

O candidato a prefeito em Pão de Açúcar, Flávio Almeida da Silva (PMDB), foi denunciado ao juiz da Vara do Único Ofício de Piaçabuçu, Luciano Américo Galvão Filho, pelo Ministério Público Estadual, que o acusa da prática de improbidade administrativa, materializada na formação de um contrato de prestação de serviços na Prefeitura de Feliz Deserto. O candidato é, portanto, réu na ação judicial.

Ação judicial contra Flávio Almeida.

Ação judicial contra Flávio Almeida.

Entendimento do MPE

Entendimento do MPE: enriquecimento ilícito.

De acordo com o Ministério Público, o contrato de advocacia firmado por Almeida está “em desacordo com a lei” por se tratar de uma contratação irregular que passa longe de atender aos nobres interesses públicos.

Na ação acatada pelo juiz de Piaçabuçu, o Ministério Público ainda diz que a contratação de Flávio Almeida sem obedecer o rito legal da licitação pública, remete a atos que “mostram-nos a possível prática de atos ímprobos violadores de princípios e leis, causadores de danos aos erário e hábeis a gerar enriquecimento ilícito”.

Assédio – Enquanto candidato a prefeito em Pão de Açúcar, Flávio Almeida já foi denunciado por abuso de poder econômico e pelos ataques que faz nas redes sociais contra seu oponente, Dr. Eraldinho (PSD). O assédio que tem feito aos candidatos a vereador da chapa adversária chamou atenção do eleitorado, considerando que tem conquistado com facilidade os chamados candidatos “poca urnas”.

Jairo, antes...

Jairo, antes…

Jairo, depois...

Jairo, depois…

Na última semana, Almeida tirou da coligação do PSD dois candidatos a vereador – Jairo de Deise e Ban do Caminhão. Os dois foram cooptados para mudar de lado, depois de uma conversa dita generosa com os candidatos à Câmara Municipal de Pão de Açúcar.

Durante a convenção do PSD, o deputado federal Marx Beltrão (PMDB) fez que questão de tornar público que o candidato do seu partido costuma “comprar a consciência das pessoas”. Flávio Almeida, que já foi segurança de PC Farias, hoje é considerado um homem milionário em busca de um mandato na cidade sertaneja. O assédio feito aos candidatos proporcionais para aderirem à sua candidatura tem sido registrado e devem gerar novas ações judiciais, segundo os advogados, da coligação adversária dele.

 

Ban, ao centro...

Ban, ao centro…

Deixe o seu comentário