13 de outubro de 2015 • 4:06 pm

Cotidiano

Pão de Açúcar: dossiê contra a gestão municipal será levado ao MP

Os dados levantados indicam improbidade na gestão de Jorge Dantas.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Pão de Açúcar: marcada por escândalos.

Pão de Açúcar: marcada por escândalos.

Setores da oposição em Pão de Açúcar, município do sertão alagoano a 227 quilômetros de Maceió, preparam um amplo dossiê sobre o festival de irregularidades praticadas na Prefeitura Municipal da cidade que vão desde um contrato superfaturado de locação de automóveis, passando pelos gastos de 45 mil litros de combustíveis mensais, até a contratação irregular de cabos eleitorais, que comprometem a administração do prefeito Jorge Dantas (PSDB).

O dossiê será enviado ao dirigentes máximos do Ministério Público no Estado, considerando que a promotoria pública na cidade não tem entusiasmo para a apuração dos fatos, segundo denúncias de vereadores da oposição que estão trabalhando no levantamento dos dados.

De acordo com as denúncias o caso mais recente do rol de irregularidades seria a contratação de pessoas em sistema de serviços prestados, as quais estariam dividindo o salário mínimo com mais duas ou três outras pessoas na cidade.

A história foi  relatada aos vereadores e estes estão colhendo as provas para que as mesmas constem no dossiê a ser encaminhado ao MP/AL.

Eles partem do principio de que não houve nenhuma reação da promotoria diante da denúncia de que o prefeito Dantas havia gasto em 2014 quase R$ 2 milhões com um contrato de locação de veículos no município. Principalmente por que já este ano, até o mês de maio, o prefeito tucano já gastou R$ 912.310,56, nesse mesmo contrato.

Também não houve movimentação em relação aos gastos com combustiveis que, segundo levantamento apresentado na Câmara Municipal, o prefeito estaria gastando combustivel em uma medida mensal que daria para 4 voltas ao planeta com folga. Os dados constam em documento que foi enviado ao Tribunal de Contas do Estado.

Pelos números revelados o prefeito teria gasto em apenas 7 meses, de junho a dezembro, de 2014 mais de R$ 1 milhão com combustíveis. E a conta não para. De janeiro a maio deste ano  os gastos já atingiram a soma de R$ 784.318,03. São escândalos com o dinheiro público que o Ministério Público tem apurado em outros municípios, mas que em Pão de Açúcar é como se nada estivesse acontecendo.

 

Deixe o seu comentário