4 de junho de 2016 • 4:50 pm

Mundo

Papa ameaça destituir os bispos negligentes com a pedofilia na irgreja

Francisco destaca que a Igreja “ama todos os seus filhos, mas cuida e protege com especial afeto dos mais frágeis e sem defesa”

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Os inúmeros casos de pedofilia na Igreja católica acabaram por minar a credibilidade da instituição.  Principalmente pela prática da  hierarquia católica, que esconde padres denunciados por suas vítimas, transferindo-os de paróquias e estabelecendo a política do silêncio para evitar os debates em torno dos escândalos. Agora, no entanto, o papa Francisco quer mudar essa realidade e já ameaça desttituir bispos negligentes com a questão.

Papa Francisco: de olho nos bispos.

Papa Francisco: de olho nos bispos.

O Papa Francisco divulgou neste sabádo, 04, um novo decreto, que foi incorporado ao direito canônico, determinando que bispos culpados de “negligência no exercício de suas funções” ante casos de “abusos sexuais contra menores” poderão ser destituídos.

O pontífice destacou que o direito canônico já prevê a destituição do ofício eclesiástico por “causas graves”.

“Com a presente, quero precisar que entre estas chamadas’causas graves’ se inclui a negligência dos bispos no exercício de suas funções, em particular no que diz respeito aos casos de abusos sexuais contra menores e adultos vulneráveis”, escreveu Francisco.

A criação de um colégio de juristas também foi anunciada pelo Papa. Este colégio auxiliará o Pontífice antes de pronunciar a destituição de um bispo.

Na Carta Apostólica, Francisco destaca que a Igreja “ama todos os seus filhos, mas cuida e protege com especial afeto dos mais frágeis e sem defesa”, e por isso, pastores, e sobretudo bispos, devem “mostrar uma diligência especial na proteção dos mais frágeis”.

Deixe o seu comentário