20 de fevereiro de 2017 • 10:02 am

Maceió

Pardais de R$ 10 milhões começam hoje a multar condutores de veículos

Conheça os pontos onde foram instalados os pardais do trânsito

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Graças a um contrato de quase R$ 10 milhões que a Prefeitura de Maceió terá que pagar a empresa dos pardais instalados em vários pontos da cidade, a chamada indústria da multa começa a funcionar exatamente nesta segunda-feira, 20.

Segundo a SMTT, no período em que funcionaram, os fotossensores conseguiram reduzir a velocidade nas vias e o desrespeito ao sinal vermelho, o que ocasionou na redução direta no número de acidentes. Para o superintendente de trânsito, Antonio Moura, o monitoramento dos pardais entra em  ação  para a preservação da vida dos maceioenses.

Pardais já estão em operação

Os pardais vão multar quem exceder a velocidade máxima de 60 quilômetros ou avançar o sinal vermelho. Os equipamentos funcionarão durante 24 horas para o limite de velocidade. Nos casos de avanço de sinal vermelho e parada sobre faixa de pedestre, os equipamentos ficarão sem fiscalizar no período das 23h até 5h do dia seguinte.

O condutor de veículo só poderá recorrer da multa aplicada após receber a notificação de infração em seu endereço. Caberá a ele fazer a defensa prévia e provar que não cometeu infração no trânsito. O valor da multa varia de R$ 130,16, de natureza média, a R$ 888,46, de natureza gravíssima

Conheça os pontos da fiscalização:

1- Cruzamento da Avenida Fernandes Lima com a Avenida Rotary;

2- Avenida Fernandes Lima com a Rua Abelardo Pontes Lima (próximo ao Hiper Bompreço);

3- Avenida Fernandes Lima com as Ruas Desembargador Tenório e Professor Guedes de Miranda (próximo à Casa das Carnes);

4- Avenida Durval de Góes Monteiro até a Avenida Senador Galba Novaes de Castro (próximo ao supermercado Makro Atacadista).

5- Já no cruzamento da Av. Álvaro Otacílio com a Rua Eng. Mário de Gusmão a velocidade máxima permitida é de 50 km/h.

 

Deixe o seu comentário