14 de dezembro de 2015 • 3:41 pm

Política

Partidos de oposição fazem um acordo para salvar o mandato de Eduardo Cunha

O PSDB e o DEM costuram a articulação para livrar o presidente da Câmara da cassação do mandato.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Eduardo Cunha: complicado

Eduardo Cunha: complicado

Partidos da oposição, como PSDB e DEM, tentam convencer o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de renunciar ao mandato para evitar a própria cassação. A informação é da coluna de Lauro Jardim, no “Globo”.

A articulação tem dois objetivos: o mais imediato é recompensar Cunha por ter cedido aos apelos de partidos que pregam o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No dia 2 de dezembro, o peemedebista autorizou o pedido de impedimento na Câmara.

O segundo ponto diz respeito à imagem desgastada do presidente da Câmara e sua falta de legitimidade institucional para dar prosseguimento ao processo de impedimento. Nesse sentido, o grupo liderado por PSDB e DEM quer que Cunha renuncie para salvar o próprio mandato e permitir que um novo presidente cuide do processo.

Um dos articuladores da saída de Cunha do comando da Casa, o deputado Mendonça Filho (DEM) negocia um apoio da oposição a Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), defensor da saída de Cunha e que classificou o atual presidente como “psicopata e doente” em recente entrevista ao programa “Roda Viva”.

Deixe o seu comentário