28 de maio de 2017 • 10:37 pm

Maceió

Paulão cobra do Ministério Público apuração das mortes de pessoas soterradas

Deputado diz que essa é uma tragédia que se repete em Maceió e poderia ter sido evitada com prevenção

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

As mortes de 4 pessoas, enquanto mais 4 estão desaparecidas, provocadas por deslizamentos de barreiras nas encostas de Maceió precisam e devem ser apuradas de forma institucional pelo Ministério Público Estadual (MPE), segundo o deputado federal Paulão.

Paulão: tragédias são evitáveis.

Disse ele neste domingo, 28, que os fenômenos da natureza como a seca ou chuvas intensas, como acontecem agora no Estado, são comuns em qualquer parte. Mas, disse, as tragédias são evitáveis “com planejamento e prevenção e essa parte na cidade se apresentou totalmente falha”. Por isso entende que é preciso apurar responsabilidades e o MPE tem esse dever legal.

Para o deputado, há que se considerar o trabalho heróico dos técnicos da Defesa Civil, que fazem o levantamento dos pontos de riscos na cidade, normalmente em tempo hábil, mas que os gestores responsáveis não agem para evitar as tragédias.

Observou que a Prefeitura de Maceió resolveu ir às ruas depois que as chuvas começaram. Isso para tentar desobstruir bueiros e galerias.

A repetição de tragédias nas grotas da cidade, para o deputado, representa o descaso, incompetência e a omissão da Prefeitura de Maceió com a população pobre que mora na periferia.

“Essa é uma situação que se repete, lamentavelmente impune, por que as autoridades focam na tragédia e esquecem que elas podem ser evitadas com ação responsável e criteriosa para preservar a vida das pessoas”, disse Paulão.

 

 

Deixe o seu comentário