29 de junho de 2017 • 8:42 am

Interior » Política

Paulão denuncia na Câmara paralisia da gestão tucana de Arapiraca

Em discurso lido, deputado manifesta solidariedade a população e apoio aos professores

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Em discurso lido no plenário da Câmara, o deputado federal Paulão (PT) denunciou o caos na administração da Prefeitura de Arapiraca, governada pelo prefeito Rogério Teófilo (PSDB) e manifestou sua solidariedade ao povo do município “que tem sofrido as consequências da inércia, paralisia e do descaso dos gestores com as demandas da população”.

Segundo o deputado, o momento vivido pela população de Arapiraca é de imenso sofrimento, ao ponto de estudantes da rede municipal de ensino estarem a ponto de perder o ano letivo municipal, “ fruto da incompetência tucana para enfrentar os problemas e buscar soluções rápidas”.

Paulão acusa incompetência na gestão de Téofilo.

Ainda segundo Paulão, é comum nas administrações tucanas os gestores assistirem às suas próprias crises também em cima do muro, “o que representa um descaso desmedido para com a população que sofre as consequências dos descaminhos na administração”.

O deputado lembrou que foi no governo tucano de Teotônio Vilela que os estudantes da rede estadual de ensino também perderam o ano letivo em 2012. “Arapiraca agora segue o mesmo caminho com o prefeito que é afilhado político do ex-governador”, disse.

Paulão disse lamentar profundamente  situação, principalmente por que Arapiraca sempre se destacou como uma terra de um povo trabalhador e empresários determinados. “Sobretudo de famílias que valorizam o progresso e o bem estar social de sua gente”, destacou.

Demandas – O deputado ainda manifestou solidariedade  aos professores municipais e demais trabalhadores da educação, que estão em greve há quase 60 dias e sem à devida atenção do prefeito municipal. “A gestão está totalmente na contramão das demandas dos servidores públicos e isso tem sido extremamente prejudicial a toda população e, neste caso específico aos alunos e pais de alunos”, completou.

Para ele, isso significa um desrespeito com a educação e uma traição total aos jovens estudantes e pais de família que pretendiam matricular os filhos nas escolas do município.

Lembrou que os professores querem apenas um reajuste salarial de 7,64% em seus salários, mas que o prefeito se porta como se nada estivesse acontecendo no município. “Infelizmente, para a tristeza geral dos arapiraquenses”, concluiu.

1 Comentário

  1. OBRIGADA POR ESSE APOIO AOS GUERREIROS PROFESSORES, TODOS NÓS ESTAMOS SOFRENDO MUITO, POR ESSE DESCASO, ESSE PREFEITO NÃO TEM CORAÇÃO, NÃO TEM AMOR AO PRÓXIMO.

Deixe o seu comentário