4 de março de 2017 • 10:04 am

Interior

Paulão diz que reforma de Temer condena trabalhador rural à morte

Audiência pública em Inhapi debate a reforma da previdência

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Ginásio de Esportes de Inhapi, na região do sertão Alagoano. O  Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Inhapi, com o apoio da Prefeitura Municipal, realizou nesta sexta-feira, 03, uma audiência pública sobre o projeto de reforma da Previdência Social, proposto pelo governo Michel Temer.

O evento realizado no Ginásio de Esportes de Inhapi, município do sertão Alagoano, teve como convidado o deputado federal Paulão (PT-AL), parlamentar que tem posição contrária a reforma da previdência, representantes dos movimentos sociais, líderes classistas e prefeitos e vereadores da região.

Paulão: Temer está destruindo conquistas sociais.

Evento lotou ginásio de Inhapí

Na oportunidade, o deputado Paulão declarou que ao estabelecer que o trabalhador rural só deve se aposentar aos 70 anos de idade, “presidente golpista, Michel Temer, está declarando o homem do campo a morte sem ter direito antes a aposentadoria. Isso é um crime de um governo que golpeou a Nação para retirar as conquistas sociais de quem mais precisa”.

Paulão destacou que caso o Congresso aprove a reforma de Temer a aposentadoria integral (100% do valor do benefício) só será concedida àqueles que completarem 49 anos de contribuição ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

“Não podemos aceitar tamanha aberração contra o trabalhador brasileiro, contra o trabalhador rural especificamente. Foi para isso que deram o golpe no País?”, questionou o deputado alertando que é necessário uma mobilização ampla da sociedade para resistir as mudanças desnorteadas do governo, que representam uma afronta às conquistas sociais

.

Deixe o seu comentário