15 de abril de 2016 • 11:59 am

Bleine Oliveira » Blogs

PC fará reprodução simulada do assassinato do Capitão Rodrigo

Delegado Felipe Rosado já pediu autorização judicial para que Agnaldo Vasconcelos, preso após confessar assassinato, participe da reconstituição simulada.

Por: Bleine Oliveira
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

logo_pc_2-2

Um homem foi preso acusado de ter roubado o celular que originou a ocorrência em que o capitão PM Rodrigo Rodrigues foi morto, atingido a tiros.

Essa prisão é mais um fato que torna complexa a investigação sobre o assassinato do oficia, mas reforça a ideia de que o mea culpa do dono da casa onde o crime foi praticado, Agnaldo Lopes Vasconcelos, não se sustenta.

Há algo de ‘podre’ nessa confissão!

Além da morte do capitão, outro crime pode está sendo omitido.

O capitão Rodrigo Moreira Rodrigues, de 32 anos, que estava no comando de uma guarnição do Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRP), quando foi assassinado, não era burro. Ou seja, não seguiria uma pista vazia, inconsistente.

Mas isso deve ser esclarecido com a reprodução simulada dos fatos.

Providência neste sentido já foi adotada. O delegado da Força Nacional, Luiz Felipe Valles Rosado, responsável pelo inquérito, pediu à Justiça a liberação do acusado – Agnaldo Lopes Vasconcelos, para fazer essa diligência.

Se autorizada, a reconstituição deve ocorrer na próxima semana.

Deixe o seu comentário