Personalidades

Belchior partiu, reto, repleto e presente infinitamente

30 de abril de 2017 • 1:00 pm
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Difícil encontrar uma pessoa da minha geração, com ouvidos abertos à boa música, que não tenha cantado a plenos pulmões, “eu sou apenas um rapaz, latino ameicano sem dinheiro no bolso”. Que não tenha soltado a voz com sentimento na poesia e na melodia do grande Belchior, um cearense arretado que marcou época com grandes canções na déacada de 80.

Belchior: marcou época

A vida calou a voz de Belchior e ele partiu. Aos 71 anos. O sentimento é de perda mesmo. “Nossos ídolos ainda são os mesmos e as aparências não enganam não…”

Belchior foi mais que um ídolo. Foi um filósofo a serviço da Música Popular Brasileira. Agora, mais do que nunca, é eterno. Nos embalou em momentos duros dizendo-nos que por mais que vivamos e façamos “ainda somos os mesmos, como nossos pais”.

Pois é. Partiu Belchior. Ele viveu sua “alucinação” e quem sabe agora, com sua ‘velha roupa colorida’, estar a viver em outro plano seu intenso ‘coração selvagem’.

Aqui fico triste, mas ao mesmo tempo encantado pela magia e beleza das composições de Belchior. Hinos da minha juventude.

Poesia direta, concreta, que torna o Belchior presente, infinitamente.

Objeto direto (Belchior)

Eu quero meu corpo bem livro do peso inútil da alma
Quero a violência calma de humanamente amar
Eu quero quebrar o quebranto do permitido e do proibido
E nego o que nega os sentidos direito e dom de gozar
A verdade está no vinho “In vino veritas”
Que me faz gauche, anjo torto
Que retempera o meu corpo nos pecados capitais
Pois a pedra no sapato de quem vive em linha reta
É a sentença concreta
Viver e brincar e pensar tanto faz
Substantivo comum um infinito presente
Este, objeto direto, reto, repleto, completo
Presente, infinitamente

22 de abril de 2017

Alagoana Camila Câncio: 1ª brasileira a obter certificação internacional da ISA

Engenheira da Braskem Alagoas torna-se primeira mulher no Brasil a conquistar certificação internacional

5 de abril de 2017

Toroca: o visionário do voleibol que conquistou a CBV por méritos

Walter Pitombo Laranjeiras foi aclamado presidente para o mandato de 2017 a 2020

17 de fevereiro de 2017

Comemorando 35 carnavais, Márcio Canuto é destaque em matéria do UOL

Irreverente, às vezes engraçado, outras exagerado, o jornalista alagoano é todo contraste em meio ao ‘padrão Globo’ de jornalismo

23 de dezembro de 2016

A melodia que sai do sopro do alagoano Elizaubo Wandemberguer

Deodorense de talento reconhecido, ele se dedica à música instrumental desde os 10 anos de idade

13 de dezembro de 2016

Quinta no Arena apresenta um time de primeira liderado por Wellington Pinheiro

Wellington Pinheiro é um dos maiores nomes do choro e do samba. Um ícone da música em Alagoas

4 de dezembro de 2016

E a poesia concreta perdeu seu mestre no Brasil: Ferreira Gullar

Ferreira Gullar foi um dos protagonistas na literatura brasileira da poesia concreta,

16 de novembro de 2016

Ybys Maceioh – 40 anos dedicados à boa música

Nesta quinta-feira (17), ás 19h30, o Projeto Quintas no Arena, abre as cortinas para o show do compositor e interprete alagoano.

16 de novembro de 2016

Morre Hércules Mendes: o mais cartunista dos artistas, segundo Ênio Lins

Corpo do artista plástico está sendo velado no Parque das Flores

5 de novembro de 2016

Jornalista Marcelo Firmino será homenageado com a Medalha Dênis Agra

Entrega será neste sábado, durante a solenidade do 27º Prêmio Braskem de Jornalismo