12 de agosto de 2016 • 7:58 am

Economia

Pesquisa indica preços para presentes do dia dos pais

De carteira porta cédula a GPS o mercado oferece

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Comprar presentes para o Dia dos Pais sem uma referência real de preços não é um bom negócio. Melhor mesmo é pesquisar o mercado para saber o quê e onde comprar. Uma pesquisa da Secretria de Planejamento do Estado indica aos consumidores o melhor caminho na hora da compra.Presente-dia-dos-pais-criativo

A pesquisa diz, por exemplo, que um produto que teve a baixa mais significativa de valor foi o boné, com variação negativa de 6,95%. Já a carteira porta cédula aumentou em 11,15%, quando comparado com o ano passado. Outros produtos que também tiveram os preços elevados foram o cinto (10,94%), os perfumes (7,39%) e as gravatas (3,40%), respectivamente.

E mesmo não sendo considerada a melhor data para vendas, o Dia dos Pais tem grandes possibilidades de aquecer o comércio maceioense em 2016. Pelo menos é o que explica o gerente de pesquisas da Seplag, Gilvan Sinésio.

“Em geral, percebe-se que há uma cautela na hora da compra. O cenário econômico atual no qual o país está inserido mostra que as perspectivas não são as melhores. No entanto, os vendedores e comerciantes estão investindo em promoções, já que, na maioria dos estabelecimentos, a ordem é não deixar passar qualquer oportunidade de venda”, pontua Sinésio.

Em relação aos produtos eletroeletrônicos, o estudo revela que, devido ao constante processo de modernização tecnológica e ao aumento do dólar, os aparelhos celulares sofreram uma alta de 21,64% em seus valores. Outro produto que merece destaque é o notebook que, neste ano, apresentou um aumento de 31,94%.

“É preciso entender que o cenário de instabilidade econômica e as medidas restritivas de consumo contribuíram para que alguns produtos tivessem seus preços alterados. Mas, mesmo com a alta constante do dólar, itens como GPS e som automotivo tiveram quedas de preços de 12,60% e 13,44%, respectivamente”, ressalta Sinésio.

 

 

 

Deixe o seu comentário


Publicidade