8 de novembro de 2016 • 10:50 pm

Brasil » Economia

Petrobras informa nova redução do combustível. Será que os postos irão ignorar?

Expectativa agora é que postos reflitam a redução para os consumidores, algo que não aconteceu em outubro passado

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

tanque-vazio-estraga-bombaOs motoristas quem vem reclamando do preço abusivo de combustível em Alagoas receberam mais uma notícia de queda do petróleo e derivados nesta terça-feira (8). A Petrobras anunciou uma queda de preço do diesel em 10,4% e da gasolina em 3,1%. A redução aconteceu nas refinarias, mas basta saber se, ao contrário do que aconteceu na redução de outubro, a diminuição do valor será passada dos postos aos consumidores.

Traduzindo o valor da redução para o consumidor, significa que o preço do diesel pode cair R$ 0,20 e a gasolina R$ 0,05 por litro. No mês de outubro a Petrobras também informou sobre a redução mas os postos ignoraram a queda nas bombas.

De acordo com a política de preços anunciada pela Petrobras no último dia 14 de outubro, o Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) se reuniu na tarde de hoje e decidiu reduzir o preço do diesel nas refinarias em 10,4% e da gasolina em 3,1%. Assim, a combinação de queda no preço do petróleo e derivados chega a 12,1%, e a redução da participação da companhia nas vendas ao mercado interno têm impactos sobre o nível de utilização dos ativos da Petrobras, especialmente no refino, sobre os níveis de estoques e também sobre os fluxos de importação e exportação. Essas variáveis justificaram uma correção maior nos preços do diesel que na gasolina.

A metodologia definida pela Petrobras prevê a revisão dos preços cobrados nas refinarias pelo menos uma vez por mês após análise do comitê formado pelo presidente da companhia, o diretor de Refino e Gás Natural e o diretor Financeiro e de Relação com Investidores. O objetivo é fazer com que a Petrobras possa implementar uma política de preços competitivos que reflita os movimentos do mercado internacional de petróleo em períodos mais curtos.

O diretor de Refino e Gás Natural da Petrobras, Jorge Celestino, estará disponível para falar, na manhã desta quarta-feira (9),  com a imprensa, às 10h15, no auditório do subsolo do edifício Senado, na Av. Henrique Valadares, 28, Centro, Rio de Janeiro.

Deixe o seu comentário