31 de outubro de 2017 • 5:50 am

Corrupção

PF/AL: Deputados que não atenderem intimação serão conduzidos coercitivamente

Edval Gaia (PSDB) e Severino Pessoa (PSC), citados na investigação da operação Sururugate, não compareceram à sede da PF

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O delegado Bernardo Gonçalves, superitendente da Polícia Federal (PF) em Alagoas, afirmou que os deputados estaduais citados na investigação da operação Sururugate que não atenderem a intimação para prestar depoimento, sobre o desvio de dinheiro da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE-AL), poderão ser conduzidos coercitivamente.

Os deputados Edval Gaia (PSDB) e Severino Pessoa (PSC) não compareceram a sede da PF nesta segunda-feira (30), onde eram aguardados para prestarem depoimentos. Um dos deputados foi indiciado 45 vezes por desvio de salários fazendo uso de funcionários fantasma.

“Os deputados serão reintimados e caso ocorra uma nova negativa eles serão trazidos para pretarem depoimento coercitivamente”, disse Gonçalves.

Outros 7 deputados estaduais ainda serão intimados para prestarem esclarecimentos sobre o desviou que resultou em mais de R$ 150 milhões dos cofres públicos.

Na quinta-feira (26) a deputada Thaise Guedes já havia sido indiciada após prestar depoimento na sede da Polícia Federal.

Deixe o seu comentário