4 de abril de 2016 • 8:10 am

Brasil

Placar do impeachment: 261 deputados são favoráveis segundo pesquisa de jornal

Cassação da presidente Dilma só passará com a aprovação de dois terços da Câmara dos Deputados

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Levantamento realizado pelo jornal O Estado de S.Paulo mostra que 261 deputados se declararam a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Os contrários somam 117 votos, 55 estão indecisos ou preferem esperar a orientação partidária, nove preferiram não se manifestar e 71 parlamentares de 15 partidos não foram localizados. O resultado evidencia que o grupo dos indecisos e dos que preferiram não comentar sobre o assunto está no centro da disputa entre os setores opostos da Casa.

Para dar andamento ao processo de impeachment são necessários 2/3 dos votos do Plenário da Câmara, ou seja, 342 deputados. Segundo o placar, é preciso que pelo menos mais 81 deputados se posicionem a favor da saída de Dilma do Palácio do Planalto. Por outro lado, para barrar o processo o governo precisa contar com o apoio de 171 deputados, ou seja, ainda precisa de pelo menos mais 54 votos a seu favor. O levantamento garantiu o sigilo dos nomes dos deputados e se concentrou em partidos que não compõem o núcleo duro nem do governo (PT e PCdoB) nem da oposição (PSDB,DEM, SD e PPS)

Toda essa disputa vem envolvendo negociações de ambas as partes em ritmo acelerado, uma vez que o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) quer realizar a votação do impeachment em plenário daqui a duas semanas, no domingo (17). O objetivo é facilitar a organização de uma manifestação em torno do prédio do Congresso para pressionar os deputados a aprovarem o início do julgamento da presidente.

Enquanto isso, o governo corre contra o tempo e busca fortalecer sua base aliada oferecendo cargos até então ocupados pelo PMDB, que oficializou o rompimento na última terça-feira (29). Apesar disso, a própria sigla não é unânime em relação ao impeachment de Dilma: dos 67 deputados, 34 declararam ser a favor da abertura do processo, 5 são contra, 11 estão indecisos e 17 não foram localizados.

1 Comentário

  1. ALERTA AOS PARLAMENTARES CAETÉS DO PARLAMENTO NACIONAL
    Joilson Gouveia*
    Por que Alagoas e seu povo caetés sempre estão amargando vergônteas, desbragados opróbios inescrupulosos e, sobretudo, ilegais, ilegítimos, vis e criminosos estampados nos noticiários policias dos jornais impressos, cibernéticos e televisivos, por conta de seus representantes federais?
    Somos o único estado da federação com 100% de senadores investigados, processados e citados em falcatruas do PTrolão e envolvidos em diversas e multivariadas operações policiais federais, mormente na LAVA-JATO. Ao ensejo, urge destacar, ressaltar e enaltecer por supina valia, que a “lava-jato” tem lavado, literalmente, a alma das “vivas almas” não tão honestas quanto o “mais honesto dessepaiz”.
    Aliás, por falar no “asceta de prístinas virtudes”, questiona-se por quais razões, explicações, motivos e justificativas plausíveis continua livre, solto, açulando, instigando, incitando e urdindo seus colóquios, conluios e negociatas de sempre, o qual recebe uma bonomia estranha, esdrúxula e anômala, para não dizer inescrupulosa, imoral, amoral, ilegal e criminosa sinecura, benesse e graçola de um “foro privilegiado” sem sequer possuir os seus pressupostos e pré-requisitos normativos básico e elementares que os asseguraria especialíssimo escudo protetor de um “manto de impunidade”, conforme amolgável, forçosa e amalgamada corroboração de uma “corte altamente acovardada” (sic.), consoante esbravejado em suas bravatas, bazófias e falácias captadas em áudio judicial-legal-policial.
    Doutro giro, tornando aos caetés e “seus representantes” no Parlamento Nacional, os quais, como ressabido, público e notório, sinalizam, pretendem ou manifestam o intento escabroso, desbragado, vergonhoso e inescrupuloso – digo mais: egoístico, particular, pessoal, individual, interesseiro e criminoso – de VOTAREM CONTRA O IMPEACHMENT, a despeito de apenas, só e unicamente um, em cada dez brasileiros, apoiar a “essa coisa” que aí está e que insiste em dizer que é “governo e que governa”.
    Estão olvidando que a Democracia é o soberano governo do povo, pelo povo, para o povo e, sobretudo, com o povo, cuja vontade, desejo e exigência da soberana imensa maioria popular de nossa Sociedade, sobretudo porque, nove em cada dez brasileiros, são favoráveis ao IMPEACHMENT. É o povo que lhes OUTORGA a carta-procuratória, para atuarem, falarem e defenderem a soberana vontade do POVO! Hão, portanto, de defender o que queremos e não o que querem de per si e de cada qual ou cada um; seu interesse míngua diante do nosso!
    Enfim, se forem VOTAR CONTRA AO IMPEACHMENT ou ainda estão “indecisos”, como anunciado no Mapa do Impeachment:
    a) ou nossos parlamentares caetés se venderam ou se “deixaram comprar” como aqueles “entelequituais, autores, escritores, cantores, compositores, artistas, atores e atrizes mantidos pela BOLSA ROUANET – atuam como uns alarifes socialistas de botequim e finórios comunistas caviar – tanto como as “prostitutas” (que estas me perdoem por compará-las com esses indignos seres vis e suas asquerosas ignomínias!);
    b) ou põem ou poriam os seus mais comezinhos, mesquinhos, sórdidos, vis e egoísticos interesses pessoais, privados, particulares e familiares acima dos interesses público, da comunidade, sociedade e do povo que lhes OUTORGARM os seus mandatos – que são apenas nossos, jamais deles e década um de per si! A procuração poderá e deverá ser cassada oportune tempore!
    c) Ou seriam (ou serão) verdadeiros retardados mentais, ignaros, ignorantes e “ingênuos de linha de frente” ou imbecis, idiotas patifes e palermas em matéria de política, sobretudo agirão como apátridas traidores do Brasil e dos seus brasileiros e de suas brasileiras honestos, honrados, decentes e de BEM. Serão cruéis assassinos da esperança e salvação de nossa querida e amada pátria, Brasil.
    O Brasil está, e deverá estar sempre, acima de tudo e de todos os partidos ou de suas nefasta nefandas e funestas ideologias!
    Bem por isso, objurgo, reprocho, repilo e repudio a todos que forem CONTRA no meu mais manifesto asco, nojo e vergonha de serem de nossa terra caetés e tupiniquim! E serão jogados na lata do lixo de nossa história. Fica aqui, portanto, nosso apelo em forma de alerta! Respeitem à vontade de 90% dos brasileiros e das brasileiras!
    Abr
    *JG

Deixe o seu comentário