24 de Maio de 2015 • 11:21 am

Brasil

Planalto já teme que Levy deixe o governo por causa das pressões

Ministro Joaquim Levy demonstra insatisfação e pode deixar o governo a qualquer momento.

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
Ministro na corda bamba

Ministro na corda bamba

Brasil – O Palácio do Planalto está pra lá de preocupado. Já identificou um alto índice de insatisfação do Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, no governo. A equipe de Dilma Rousseff teme que o homem não dure mais tempo no poder.

O sintoma dessa história está no fato de o ministro não ter participado do ato em que Dilma anunciou o corte de mais de R$ 69 bilhões no orçamento da União. Levy queria cortar muito mais, mas o entorno da presidente convenceu-a de que seria imprudente e antipopular um arrocho maior.

Resultado, contrariado, Levy não foi ao Planalto para o anúncio das medidas. Mais ainda por que sabe que parte das reações mais contundentes ao seu plano de recuperação fiscal sai de dentro do próprio Partido dos Trabalhadores.

Um antigo desafeto do ministro, o senador Lindberg Farias, do Rio de Janeiro, é o mais contundente nas criticas as propostas formuladas por Levy. Mas, além do senador, o ex-governador do Rio Grande Sul, Tarso Genro, petista da ala mais radical, já defende a saída dele do Ministério. A saída dele representa um desgaste ainda maior para o governo.

As reações do setor industrial também têm favorecido ao clima de fritura sobre Levy. É exatamente essa questão que o Palácio do Planalto mais teme. O ministro está se sentindo desconfortável e pode deixar o governo a qualquer momento.

 

Deixe o seu comentário