18 de fevereiro de 2016 • 8:34 am

Política

PMDB elege líder na Câmara que é uma pedra no sapato de Eduardo Cunha

Leonardo Picciani venceu o candidato de Cunha por sete votos.

Por: Da Redação
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Reeleito por mais um ano  para a liderança da bancada do PMDB na Câmara, nesta quarta-feira, 17, o deputado federal carioca Leonardo Picciani, representa uma pedra no sapato do presidente da casa, Eduardo Cunha, que apoiou o seu aliado, o deputado Hugo Motta (PB), e foi derrotado por 37 votos a 30.

Leonardo Picciani: um calo no sapato de Cunha.

Leonardo Picciani: um calo no sapato de Cunha.

A vitória de Picciani representa a esperança de manutenção da aliança entre peemedebistas e o Palácio do Planalto, apesar da oposição ostensiva do presidente daCâmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), à presidente Dilma Rousseff, além de nortear a bancada rumo a cassação do presidente de Cunha. O presidente fez campanha nas últimas semanas para convencer os peemedebistas da Casa a darem seu voto de confiança em Hugo Motta.

Horas antes da eleição do líder, porém, prevendo o resultado das urnas, em votação fechada, aliados de Eduardo Cunha faziam ameaças. “Se tiver tracinho (na cédula), se tiver qualquer marca, vamos invalidar (o resultado)”, disse um deputado, acrescentando que “o governo está usando argumentos não republicanos para ganhar”, em referência ao apoio do Planalto a Picciani.

Eduardo Cunha também promoveu um ato com manifestantes vestidos de mosquito Aedes aegypti, para protestar contra a exoneração de apenas um dia do ministro da Saúde, Marcelo Castro, que tem cargo legislativo na Câmara, para dar seu voto a Picciani.

Deixe o seu comentário