4 de Março de 2016 • 7:57 am

Brasil

Policia Federal leva Lula sob “condução coercitiva” para depor

Ex-presidente foi acordado às 6 da manhã pela PF. Fato deixa em alerta o Planalto e o PT

Por: Da Redação
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva amanheceu a manhã desta sexta-feira,04, com a Polícia Federal à sua porta. Ele foi acordado ás 6 horas da manhã com quatro carros de policia que visitaram a casa dele e a casa do filho, Lulinha, em São Bernardo do Campo. Segundo vizinhos, Lula reagiu com tranquilidade no momento da abordagem policial. O fato, no entanto, deixa em estado de alerta o Palácio do Planalto e o Partido dos Trabalhadores

A ação também envolve outros locais em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Bahia. De acordo com a PF, o ex-presidente é alvo de um dos mandados de condução coercitiva e terá que prestar esclarecimentos.

O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamoto, também é alvo de outro mandado de condução, na ação que foi batizada pelos policiais como “Aletheia”, em referência a expressão grega “busca da verdade”.

São 44 mandados judiciais, sendo 33 de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva – para que a pessoa preste depoimentos. Às 6h50, policiais estavam em frente ao Instituto Lula, em São Paulo.

A Operação Lava Jato começou em março de 2014 e investiga um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. A Polícia Federal alegou que, entre os crimes investigados nesta fase, estão corrupção e lavagem de dinheiro, entre outros.

Na semana passada, na 23ª fase da Operação, batizada de Acarajé, a PF prendeu o marqueteiro do PT, João Santana, e sua mulher, Monica Moura, alegando uma suspeita de que os dois tenham recebido US$ 7,5 milhões em conta secreta no exterior, que teriam origem no esquema de corrupção na Petrobras investigado na Lava Jato.

 

Deixe o seu comentário