14 de setembro de 2016 • 7:27 am

Política » Segurança

Policiais civis realizam ato nesta quarta-feira pelo reajuste do piso salarial

Sindpol tem reunião de negociação com o governo marcada para as 9h, na Secretário de Planejamento e Gestão

Por: Da Redação com Assessoria
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

 

Ato em frente à Seplag, na greve passada (Imagem de arquivo: Sindpol)

Ato em frente à Seplag, na greve passada (Imagem de arquivo: Sindpol)

Os policiais civis de Alagoas realizam uma vigília com café da manhã nesta quarta-feira (14), em frente à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), para acompanhar a reunião de negociação entre o sindicato da categoria (Sindpol) e o secretário Christian Teixeira, marcada para as 9h, para retomar a discussão sobre a proposta de reajuste do piso salarial, uma pauta considerada emergencial, e cuja negociação vem sendo mediada pelo Tribunal de Justiça.

De acordo com o Sindpol, Alagoas ocupa o 24ª lugar no ranking dos pisos salariais dos policiais civis no Brasil e a categoria é também a que recebe o pior salário entre as funções de nível superior da Segurança Pública.

A reivindicação de melhoria do piso salarial é uma luta antiga e já foi motivo de uma longa paralisação dos policiais civis este ano. Durante o período da greve – deflagrada em 18 de abril e encerrada em 13 de maio – eles radicalizaram em alguns momentos, fechando a Central de Flagrantes e bloqueando a entrada do Porto por período de três dias, e mantiveram o movimento, mesmo quando a Justiça decretou, por duas vezes, a ilegalidade da greve.

Os policias reivindicam a equiparação do piso salarial a 60% da remuneração dos delegados.

ASSEMBLEIA GERAL

Nesta quinta-feira (15) o Sindpol realiza uma assembleia geral extraordinária, a partir das 13 horas, no Sindicato dos Bancários, para apresentar à categoria o resultado da reunião de hoje, discutir e deliberar sobre possíveis propostas do governo e, se necessário, encaminhar estratégias de novas mobilizações.

 

Deixe o seu comentário