8 de março de 2016 • 7:02 am

Blogs » Marcelo Firmino

Por que será que a violência contra advogados está crescendo no Estado?

É como se a intolerância estivesse dominando tudo. O que gera a cena de um filme triste, cada vez mais real

Por: Marcelo Firmino
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Os casos de violência policial contra os advogados também vão aos poucos crescendo, de acordo com as denúncias que chegam na OAB. A entidade emitiu nota oficial sobre a agressão de militares a uma advogada que teve sua casa invadida com direito a bomba de efeito moral e gás.  E por que será que isso acontece?

Esta é a pergunta que fica embora as respostas estejam mais que evidentes. Se isso ocorre atualmente com esses profissionais imagine só com o cidadão comum, principalmente na periferia da cidade.

É um momento novo que se vive hoje no sistema de segurança pública onde parece que tudo é permitido e nada é proibido. Curiosamente, o homem que comanda o sistema é um promotor público, fiscal maior do estado de direito.

Mais curioso ainda tem sido o fato de a Ordem dos Advogados Brasil, seccional de Alagoas ter ido por vezes, ao Gecoc denunciar esse tipo de violência, mas o grupamento de notáveis desse sistema também parece não ter se dado conta de para onde caminha essa situação.

De repente tudo isso pode está ligado ao momento de destempero ideológico vivido no País, cujo comportamento e as paixões políticas dos grupos envolvidos parecem mais com os das torcidas organizadas dos clubes de futebol, onde o que prevalece, a rigor, é o que se tem a cada jogo.

É como se a intolerância estivesse dominando tudo. O que gera cena de um filme triste, cada vez mais real.

1 Comentário

  1. Antonio disse:

    O que está havendo?
    Cachaça no rabo, som alto incomodando as pessoas e a sensação de que advogado não vai preso. Simples assim.

Deixe o seu comentário